assassins_creed_1200x675_14062022150953 Assassin's Creed: Todos os jogos classificados do pior ao melhor, de acordo com o metacritic
Nos últimos 15 anos, os jogos Assassin’s Creed têm sido um dos pilares dos jogos. Seja a trilogia original, os lançamentos anuais de baixo desempenho ou o renascimento moderno, a Ubisoft entrega Assassin’s Creed aos seus fãs regularmente. Para narrar a franquia, vamos percorrer todos os jogos de Assassin’s Creed classificados do pior ao melhor. Como acabamos de indicar, nem todos os títulos da franquia foram um gol de placa. Houve altos impressionantes, mas também baixos decepcionantes. Faremos o possível para avaliar adequadamente cada lançamento. Para divulgação completa, usaremos uma combinação de reações críticas e de fãs, bem como um pouco de opinião. Você pode concordar com a lista; você pode discordar de nossos rankings. De qualquer forma, certifique-se de manter a conversa nos comentários. Vamos começar!


ASSASSIN’S CREED: ALTAÏR’S CHRONICLES (58 – Metacritic)
com.gameloft.android.APKAward.com-0 Assassin's Creed: Todos os jogos classificados do pior ao melhor, de acordo com o metacritic
Lançando em 2008 Altair’s Chronicles não é como a maioria dos jogos Assassin’s Creed. Na verdade, você pode dizer isso sobre toda a franquia “Chronicles”. Embora seja legal obter uma prequela do jogo original, a única coisa que esses jogos têm em comum com a série principal é o título e os personagens. Este é um jogo de hack and slash destinado a dispositivos portáteis e móveis. Severamente limitado pela tecnologia da época, parece mais uma tentativa de ganhar dinheiro com o hype do Assassin’s Creed original. A menos que você esteja super entediado ou seja um fã obstinado, este jogo não vale nem um pouco do seu tempo.
ASSASSIN’S CREED CHRONICLES: RUSSIA (60 – Metacritic) 
PREVIEW_SCREENSHOT3_483757 Assassin's Creed: Todos os jogos classificados do pior ao melhor, de acordo com o metacritic
Ao contrário do jogo anterior em nossa lista, havia uma trilogia “oficial” de jogos Assassin’s Creed Chronicles. Embora não seja um hack and slash, eles ainda empregam um ângulo de câmera 2D versus a experiência tradicional de mundo aberto. Assassin’s Creed Chronicles: Russia, o terceiro jogo da trilogia Chronicles, é o pior do grupo. Apesar de um belo estilo de arte, o design de níveis e a jogabilidade repetitiva o mantêm. É uma experiência geral frustrante, tornando-se uma escolha fácil para ser um dos piores jogos de Assassin’s Creed.


ASSASSIN’S CREED CHRONICLES: INDIA 
(63 – Metacritic)
apps.57592.70425082533983523.ff1d078d-4642-493c-9cc6-2c51390ba69c Assassin's Creed: Todos os jogos classificados do pior ao melhor, de acordo com o metacritic
A única coisa que a Assassin’s Creed Chronicles: India tem sobre a Rússia é um cenário exótico e único. O segundo jogo da trilogia spin-off Chronicles não faz muito para expandir a fórmula, ou seja, o mesmo do mesmo.


ASSASSIN’S CREED: BLOODLINES
(63 – Metacritic)

324720 Assassin's Creed: Todos os jogos classificados do pior ao melhor, de acordo com o metacritic
Outro spin-off portátil, Assassin’s Creed: Bloodlines é uma sequência direta do primeiro Assassin’s Creed. Lançado para o PSP em 2009, a melhor descrição para o jogo é um Assassin’s Creed fortemente rebaixado. O Assassin’s Creed original foi o garoto-propaganda do que era possível com o novo hardware no Xbox 360 e PlayStation 3. Bloodlines é um Assassin’s Creed que parecia mais em casa na geração anterior. Severamente limitado não apenas na funcionalidade, mas também graficamente, falta muito em comparação com os lançamentos do console doméstico. No lado positivo, é mais tradicional do que a franquia Chronicles.


ASSASSIN’S CREED II: DISCOVERY
(69 – Metacritic)

8455843_orig Assassin's Creed: Todos os jogos classificados do pior ao melhor, de acordo com o metacritic
Como Altaïr’s Chronicles, Assassin’s Creed II: Discovery é outro jogo celular/spin-off portátil. Continuando as aventuras de Ezio Auditore da Firenze, teve uma recepção muito melhor do que o spin-off original. Dito isto, o jogo ainda é prejudicado por limitações. Embora a jogabilidade pareça superior, o design de níveis e as limitações das plataformas ainda são um problema. Vale a pena pelo menos conferir, mas Discovery ainda é um dos piores jogos de Assassin’s Creed andando por aí.
ASSASSIN’S CREED CHRONICLES: CHINA 
(69 – Metacritic)

1519756126-4243410266 Assassin's Creed: Todos os jogos classificados do pior ao melhor, de acordo com o metacritic
O primeiro da trilogia Chronicles, Assassin’s Creed Chronicles: China ofereceu uma nova maneira de jogar Assassin’s Creed. Na época, a nova jogabilidade e estilo de arte ofereciam uma nova perspectiva à franquia. Apesar deste novo brilho, a jogabilidade é severamente deficiente em comparação com os principais lançamentos. Embora possa ser uma boa mudança de ritmo da fórmula agora cansada e (às vezes) obsoleta dos jogos de mundo aberto, ainda tinha seus problemas. As pessoas esperavam que as sequências abordassem esses problemas, mas, infelizmente, nunca o fizeram. Como AC China é o primeiro e o mais conhecido da trilogia Chronicles, ele obtém a classificação mais alta.


ASSASSIN’S CREED III: LIBERATION
(70 – Metacritic)

maxresdefault Assassin's Creed: Todos os jogos classificados do pior ao melhor, de acordo com o metacritic
Lançado para o PlayStation Vita em 2012, Assassin’s Creed III: Liberation é o primeiro spin-off a oferecer uma experiência descomprometida semelhante aos jogos principais de Assassin’s Creed. Liberation não é um jogo ruim mas é prejudicado por sua recusa em em querer algo a mais. A jogabilidade e o design do mundo são sólidos e o que você esperaria da série. A narrativa, no entanto, provoca uma história muito mais interessante. Liberation apresenta Aveline de Grandpré, a primeira protagonista feminina da franquia. A história e a herança familiar de Aveline podem ter levados a temas interessantes, profundos e significativos, mas o jogo geralmente fica com medo de apresentar algo a mais para jogadores.


ASSASSIN’S CREED: UNITY
(71 – Metacritic)

cf6706c9535eef9c522d25b2a037fb28 Assassin's Creed: Todos os jogos classificados do pior ao melhor, de acordo com o metacritic
De todos os jogos da franquia Assassin’s Creed ao longo dos anos, especialmente em meados de 2010, nenhum título implorou ao lançamento anual para parar mais do que Unity. Na verdade, Assassin’s Creed: Unity é o segundo jogo da franquia a ser lançado em 2014, juntamente com Assassin’s Creed Rogue sendo o primeiro. A jogabilidade começou a ficar visivelmente obsoleta e cansativa, mas os bugs, falhas e erros técnicos da época foram a impressão mais duradoura deste jogo. Em termos de jogabilidade, o estilo de combate e o parkour foram modificados deixando o game um pouco mais fluido sem contar a vista incrível da cidade em plena Revolução Francesa. O jogo também pecou muito porque os mesmos problemas que impediram a franquia de inovar ainda estão aqui. Eles estão apenas presentes ao lado de alguns bugs que quebravam o jogo, hoje o game se tornou um jogo jogável depois de várias correções. Depois de um lançamento desastroso da época sempre teremos os memes e, por isso, temos que agradecer à Unity, suponho.


ASSASSIN’S CREED: ROGUE
(72 – Metacritic)

ss_a4f6c24857db50d675f79e5a63773f9443b1c95d.1920x1080 Assassin's Creed: Todos os jogos classificados do pior ao melhor, de acordo com o metacritic
Depois que a trilogia original de Assassin’s Creed terminou, muitos se perguntaram para onde a franquia iria a seguir. Acontece que a resposta seria dois jogos desenvolvidos ao mesmo tempo: um para Xbox One e PlayStation 4 e outro para Xbox 360 e PlayStation 3. Assassin’s Creed: Rogue é o último, sendo adiado até 2014. Um copia e cola da jogabilidade de Black Flag fez com que a espera não valesse tanto a pena assim. Tenho certeza de que não é surpreendente ouvir que um jogo desenvolvido para hardware desatualizado em breve parecia datado, mas infelizmente é isso que Rogue é. Existem novas ideias presentes em Rogue que tentam inovar a franquia e refrescar as coisas, mas as coisas às vezes parecem meio cozidas ou retidas. Rogue poderia ter sido um dos melhores jogos da franquia de Assassin’s Creed se tivesse o tempo e a atenção que merecia e Shay Patrick Cormac poderia ter sido um dos melhores protagonistas ao lado de Ezio. Em vez disso, você tem aquela famosa pergunta “e se”.


ASSASSIN’S CREED: SYNDICATE
(76 – Metacritic)

ACS-media-SS-3-big_202193_202319 Assassin's Creed: Todos os jogos classificados do pior ao melhor, de acordo com o metacritic
O último dos jogos “originais” de Assassin’s Creed, Assassin’s Creed: Syndicate vê a franquia em uma encruzilhada. Apesar das tentativas da Ubisoft de impulsionar a franquia, a fórmula e a fundação da série a impedem. A ambientação do jogo foi bem feita e andar por Londres na época da revolução industrial foi bem interessante porém a força do Syndicate está na forma como aborda as críticas de lançamentos recentes. A inovação em termos de sistema de combate, habilidades de assassino, algumas atualizações de qualidade de vida e histórias agradáveis mostraram que a série ainda pode entregar resultados satisfatórios. Ainda assim, o jogo não ficou sem problemas; A decisão da Ubisoft de levar a franquia de volta à prancheta foi a ideia certa.

ASSASSIN’S CREED
(80 – Metacritic)


Bofy71B0rDW0NQKOXy6c8kopYdefWGMzutfg2DeLfSg_350x200_3x-0 Assassin's Creed: Todos os jogos classificados do pior ao melhor, de acordo com o metacritic
Quando Assassin’s Creed foi revelado na E3 2006, para muitos, roubou a cena. Ser capaz de assumir o papel de um Assassino capaz de se infiltrar, eliminar alvos e desaparecer em um piscar de olhos abriu um mundo de possibilidades. Embora a experiência de jogo real seja um pouco diferente, o primeiro jogo de Assassin’s Creed ainda é um sucesso. Um dos meus favoritos na franquia, o Assassin’s Creed original oferece uma experiência que permite a construção de missões de assassinato definitivas. A exploração e investigação que os jogadores fazem ajudam a construir essa matança climática. A desvantagem, no entanto, é que algumas dessas missões não são de forma alguma emocionantes. Jogos posteriores aprenderiam que a melhor coisa a fazer é abordar o jogo com liberdade ao estilo Grand Theft Auto e missões mais envolventes. Ainda assim, a base do original ainda está presente e construída.

ASSASSIN’S CREED: REVELATIONS
(80 – Metacritic)

tktkryrsgyvwaflfdmm3 Assassin's Creed: Todos os jogos classificados do pior ao melhor, de acordo com o metacritic
Quando Revelations foi lançado em 2011, os jogos da franquia Assassin’s Creed já estavam começando a se desgastar. Por mais agradável que Ezio seja como personagem, você só pode pegar um pouco do mesmo antigo. Assassin’s Creed: Revelations parece um exemplo clássico de “se não está quebrado, não conserte”. O jogo ainda é agradável, o mundo ainda é bem projetado e o combate furtivo ainda é divertido. Mas nós já tocamos essa música e dançamos antes. Duas vezes já com Ezio, na verdade. Há um novo mini game de defesa de torre adicionado, mas parece mais algo destinado a desperdiçar tempo e menos como um recurso completo.


ASSASSIN’S CREED III
(83 – Metacritic)

assassins-creed-3-remastered-nintendo-switch-800x500-2 Assassin's Creed: Todos os jogos classificados do pior ao melhor, de acordo com o metacritic
Assassin’s Creed III faz muitas coisas certas, no entanto. Os ambientes variados da América colonial oferecem uma variedade impressionante. A agitação da cidade começou a seguir seu curso. As planícies frutíferas da América colonial oferecem uma grande experiência que ainda carrega a base da ação furtiva. Há muitos novos caminhos sendo abertos com Assassin’s Creed III. O jogo não tem medo de arriscar. Embora eles nem sempre funcionem, você ainda precisa se esforçar para isso. É uma experiência agradável que vale o seu tempo.

ASSASSIN’S CREED: ORIGINS

(83 – Metacritic)

assassins-creed-origins-1497472315286_v2_900x506 Assassin's Creed: Todos os jogos classificados do pior ao melhor, de acordo com o metacritic
Assassin’s Creed: Origins de 2017 é como uma espécie de reinicialização para a franquia. O resultado é um dos jogos de Assassin’s Creed mais divertidos em algum tempo. Dito isto, não é sem suas falhas. A franquia sempre impressionou quando se trata de criar mundos historicamente precisos e autênticos. Origins não é diferente; este é um antigo Egito que implora para você explorar todos os cantos e recantos dele. O convidativo mundo aberto é aprimorado pelo sistema de combate aprimorado. Ironicamente, os aspectos furtivos do jogo parecem mais fracos em comparação com seus antecessores. Uma coisa que Origins faz bem é ser um ótimo ponto de entrada para fãs que retornam e recém-chegados à franquia. 


ASSASSIN’S CREED: VALHALLA
(83 – Metacritic)

assassins-creed-valhalla-screenshot-02-en-06jul20 Assassin's Creed: Todos os jogos classificados do pior ao melhor, de acordo com o metacritic
O mais novo dos jogos da franquia de Assassin’s Creed, Assassin’s Creed: Valhalla leva os jogadores ao reino dos vikings. Valhalla oferece um mundo aberto absolutamente lindo com uma série de atualizações de qualidade de vida além de uma fórmula de jogo bem-sucedida. A reinicialização de Assassin’s Creed fez bem em fazer a transição da franquia para um RPG de mundo aberto. Valhalla parece uma grande culminação dos esforços da Ubisoft e deve ser uma conquista culminante. Dito isso, o jogo não está isento de falhas, principalmente uma combinação de bugs e microtransações. Além disso, há muita coisa acontecendo com os sistemas do jogo. Como resultado, para jogadores mais novos, pode ser um pouco intimidador. Já os fãs de longa data, no entanto, vão encarar com tudo.


ASSASSIN’S CREED IV: BLACK FLAG
(85 – Metacritic)

1020091_screenhi_930x524_en_US_01_%5E_2013-10-09-17-36-07_4cad89346e55e4e481f1da4350f8ed7b2c57469d Assassin's Creed: Todos os jogos classificados do pior ao melhor, de acordo com o metacritic
Assassin’s Creed IV: Black Flag responde a uma pergunta muito importante: e se pegarmos a melhor parte de Assassin’s Creed III e torná-la uma parte importante de seu próprio jogo? Assassin’s Creed IV expande o combate naval de seu antecessor de uma maneira importante. Tendo lugar nas Índias Ocidentais, oferece uma das melhores experiências de mundo aberto que a franquia já viu. Isso se deve, sem dúvida, à força do combate naval. Atualizar e explorar o alto mar em seu navio é viciante, divertido e até reconfortante. Como a Ubisoft (sem dúvida) se arriscou ao focar o jogo apenas em torno de um recurso secundário de Assasin’s Creed III, um risco maior envolveu a história e a jogabilidade dos dias modernos. Esse risco foi um que não deu certo, infelizmente. É o que retém o Black Flag, mas honestamente, é uma crítica menor.

ASSASSIN’S CREED: ODYSSEY
(85 – Metacritic)

assassins-creed-odyssey-exploration_megt Assassin's Creed: Todos os jogos classificados do pior ao melhor, de acordo com o metacritic
Após o sucesso de Assassin’s Creed: Origins de 2017, você sabia que a franquia continuaria de maneira semelhante. Poucas pessoas esperavam ou queriam, um acompanhamento no ano seguinte. No entanto, o Assassin’s Creed: Odyssey de 2018 é um jogo incrível. Ele ganha facilmente seu lugar no topo da nossa lista de jogos de Assassin’s Creed. A opinião da Odyssey sobre a Grécia antiga é uma obra de arte. Sua história e narrativa proporcionam uma das melhores experiências de toda a franquia. O mais impressionante de tudo, porém, é o fato de que isso não parece apenas a próxima evolução de Assassin’s Creed. Parece que alguém pegou as inspirações e ideias de Assassin’s Creed e as colocou em um ótimo RPG de mundo aberto da era clássica. Como os outros jogos de Assassin’s Creed, Odyssey também tem seus defeitos. Às vezes, ele cai sob o peso de suas próprias ambições, o ritmo às vezes é difícil e as microtransações estão na frente e no centro. Ainda assim, é um ótimo jogo.

ASSASSIN’S CREED II
(89 – Metacritic)

assassins-creed-2 Assassin's Creed: Todos os jogos classificados do pior ao melhor, de acordo com o metacritic
O Assassin’s Creed original lançou as bases para uma experiência agradável, mas foi retido por algumas missões sem brilho e problemas de ritmo. Assassin’s Creed II então chega e diz “e se apenas tirarmos as coisas chatas e adicionarmos missões mais emocionantes? Ah, e Leonardo da Vinci também.” O resultado é um dos melhores jogos de Xbox 360 de todos os tempos. Acontecendo na Itália renascentista, o jogo serve como a primeira aparição do favorito dos fãs Ezio, que está transbordando com personalidade e charme. A Ubisoft prega o design de Florença, criando uma mistura maravilhosa do campo italiano e da cidade movimentada. Você pode argumentar que o sucesso de Assassin’s Creed II, bem como seu acompanhamento direto, elevou a franquia para lançamentos futuros.

ASSASSIN’S CREED: BROTHERHOOD
(89 – Metacritic)


assassins-creed-brotherhood-screenshot-big Assassin's Creed: Todos os jogos classificados do pior ao melhor, de acordo com o metacritic
Como você acompanha o melhor jogo da franquia? Ofereça mais do mesmo e refine-o para ser ainda melhor! Esse é realmente o único “problema” com Assassin’s Creed: Brotherhood é mais Assassin’s Creed II. Isso não é uma coisa ruim, no entanto; é realmente uma coisa muito boa. No papel, a grande adição da Brotherhood é um modo multiplayer surpreendentemente bom. Na prática, é mais do que isso. É um refinamento do que torna Assassin’s Creed II um jogo tão bom. A narrativa do jogo se concentra não apenas em mais Ezio, mas também na irmandade dos Assassinos, ajudando a entregar a melhor história e elenco de personagens da franquia. O design do mundo, ambientes, cidades e, em particular, das missões, estão todos no topo do jogo. Brotherhood é claramente um jogo feito com amor, que não apenas tenta criar cenários memoráveis, mas também os cumpre.

A franquia Assassin’s Creed é uma com muitos fãs dedicados. Geralmente, as pessoas concordam que Ezio representa a marca alta da franquia, enquanto outros acham que a era moderna dos jogos Assassin’s Creed é o melhor que a série tem a oferecer. Depois, há pessoas que amam o original, assim como outras que pensam que Syndicate é a perfeição da franquia. E você, qual o seu favorito?

👉 Ajude o Nerd Connection a crescer, siga as nossas redes sociais!

124010 Assassin's Creed: Todos os jogos classificados do pior ao melhor, de acordo com o metacritic instagram-icone-icon-1 Assassin's Creed: Todos os jogos classificados do pior ao melhor, de acordo com o metacritic 124021 Assassin's Creed: Todos os jogos classificados do pior ao melhor, de acordo com o metacritic 5969008 Assassin's Creed: Todos os jogos classificados do pior ao melhor, de acordo com o metacritic 254396 Assassin's Creed: Todos os jogos classificados do pior ao melhor, de acordo com o metacritic image Assassin's Creed: Todos os jogos classificados do pior ao melhor, de acordo com o metacritic

👉 Participe dos nossos grupos oficiais!

124034 Assassin's Creed: Todos os jogos classificados do pior ao melhor, de acordo com o metacritic png-transparent-iphone-telegram-computer-icons-android-telegram-blue-angle-electronics Assassin's Creed: Todos os jogos classificados do pior ao melhor, de acordo com o metacritic

Related Post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *