image Saints Row (2022) | Remake parece mais um jogo lowbudget da 7ª Geração

Apesar de ter prometido novos ares, gráficos melhorados e tudo que um jogo Triple A (ou AAA) promete, além de um reinício (reboot) da história, coisa que não caiu bem entre os fãs da série, o remake de Saints Row coleciona relatos de decepção e, praticamente, em todos os campos possíveis.
Se alguns reclamam dos inúmeros bugs e glitches, outros reclamam que os gráficos se assemelham à um jogo do início da sétima geração (PS3/Xbox 360) mas ainda existem reclamações em outros campos, já que muitos reclamaram que além da estória do jogo ser sem graça e genérica, os personagens não convencem e muito menos encantam como os originais faziam. É preciso ressaltar aqui que o problema não é apenas um saudosismo dos personagens ou da história original da franquia que foi rebootada, segundo a comunidade gamer tudo nesse jogo parece ter sido “feito nas coxas”, o que acaba fazendo um jogo nativo da nona geração (PS5/Xbox Series) não ser digno de ser chamado nem mesmo da oitava (PS4/Xbox One).
capa%20facebook Saints Row (2022) | Remake parece mais um jogo lowbudget da 7ª Geração
Dentre os inúmeros problemas com o jogo, um dos principais é a “lore” do universo. Com um(a) protagonista fraco(a) e companions extremamente desinteressantes, vilões nada carismáticos e até mesmo Santo Ileso, a nova cidade do game, que é um dos “personagens” mais importantes do game é extremamente sem graça. Falando na cidade fictícia do novo game, Santo Ileso, ela tenta representar uma cidade típica do sudoeste americano, ou seja, tem fronteira com o México, cassinos, praias, desertos e bairros, sendo uma cidade bem grande e apesar de tudo isso, ela não convence. Temos uma grande energia latina em vários locais da cidade, mas ainda assim é algo secundário e até mesmo genérico. 
Mas talvez isso não deva surpreender os fãs que acompanharam desde o primeiro teaser ou trailer de anúncio, já que desde esse primeiro contato era impossível de se conectar com os personagens apresentados e já davam sinais de serem mal construídos, os trailers não eram cativantes ou bons. Alguns jogadores com mais boa vontade chegam a dizer que conforme o jogo caminha para o final, o protagonista e seus aliados começam a ficar interessantes, mas mesmos estes ressaltam que está longe de ser algo incrível como visto em GTA V, por exemplo ou até mesmo nos Saints Rows anteriores.
 

Got stuck on the roof of a car.
Thought blowing up the car would free me.
Turned into a floating t-shirt.

Saints Row zaniness is back, baby. pic.twitter.com/ZuxsXiHCAN

— Colm Ahern (@Colm_Ahern) August 23, 2022

Agora, outro ponto fantástico desse jogo são seus incontáveis bugs e glitches. Embora alguns jogadores tenham relatados apenas bugs amigáveis e engraçados, isto é, bugs rápidos que não atrapalham o jogo num geral, uma outra parte dos jogadores já relataram bugs mais pesados e que realmente prejudicam o andamento da gameplay, como é possível ver no vídeo acima, onde o jogador Colm Ahern afirma;

“Fiquei preso no teto do carro. Pensei que explodir o carro iria me libertar. Fui transformado em uma camiseta flutuante. A loucura de Saints Row voltou, baby.”

Outros problemas com desempenho do game também aparecem com menus que não fecham, uma câmera com um super zoom bugado quando se pilota o helicóptero, vozes do além, personagens e carros que ou aparecem ou somem totalmente do nada e uma física ainda pior do que a dos jogos anteriores da própria série, mas esses bugs vem sido resolvido aos poucos através de patches de correção. Também vale mencionar que na semana do lançamento, o jogo não iniciava pelo Steam Deck de jeito nenhum.
capa%20materia Saints Row (2022) | Remake parece mais um jogo lowbudget da 7ª Geração
Mas talvez o ponto mais esperado dessa matéria sejam os gráficos de Saints Row, que independente de não serem revolucionários, independentemente do que digam são bastante decentes… Para um jogo de PS3/Xbox 360, no caso.
Para algo que foi desenvolvido para ser jogado na nona, e atual, geração de consoles ou em computadores mais modernos, os gráficos de fato parecem de duas gerações atrás.
Isso acarreta em bugs e glitches gráficos tradicionais que tínhamos justamente no PS3/Xbox 360 como texturas aparecendo repentinamente após uma demora, carregamento de grupos de NPCs ou veículos lentos e limitados, vários Screen Tearings (quando a placa de vídeo envia mais frames do que o jogo consegue processar). Além disso, temos uma iluminação que beira o pavoroso mesmo que você jogue nas melhores configurações possíveis em 4K-UHD no PS5/Xbox Series X.
Outro ponto que vale mencionar é que apesar dessa opção estar disponível, os jogadores relatam que você é forçado à reduzir para a opção de 1440p/60fps, pois do contrário o jogo fica completamente instável e inviável de ser jogado. As opções de 1080p HQ e/ou 1080p Framerate também devem ser evitadas a todo custo, já que os gráficos conseguem ficar piores do que o já mencionado, alguns jogadores chegaram até mesmo a comparar com os gráficos da versão HD de God of War II pro PS3. Eu, particularmente, já acho isso um exagero.
Saints Row (2022) já está disponível para PS4, PS5, Xbox One, Xbox Series X|S, Google Stadia e PC.

Related Post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *